A Olimpíada

BREVE HISTÓRIA

A Olimpíada Ibero-americana de Física (OIbF) é uma Olimpíada Internacional de Física de alto nível destinada a estudantes do ensino médio. Ela é organizada por professores e pesquisadores de Física dos países Ibero-americanos (dezenove países latino-americanos mais Espanha e Portugal). A OIbF ocorreu pela primeira vez em 1991, na Colômbia, mas sua realização ficou interrompida até 1997 quando aconteceu sua segunda edição no México. Desde então a OIbF vem acontecendo anualmente: a III OIbF na Venezuela (1998), a IV OIbF em Costa Rica (1999), a V OIbF na Espanha (2000), a VI OIbF na Bolívia (2001), a VII OIbF na Guatemala (2002), a VIII OIbF em Cuba (2003), a  IX no Brasil (2004), a X no Uruguai (2005), a XI em Portugal (2006), a XII na Argentina (2007), a XIII no México (2008), a XIV no Chile (2009), a XV no Panamá (2010), a XVI  no Equador (2011) e a XVII na Espanha (2012). Neste ano de 2013, a OIbF ocorrerá na República Dominicana, na cidade de Santo Domingo, no período de 22 a 29 de setembro.

 

A OIbF, FEIASOFI e  SOCIEDADES DE FÍSICA

A Olimpíada Ibero-americana de Física está ligada à Feiasofi (Federação Iberoamericana de Sociedades de Física); além disso, a OIbF, como entidades coparticipantes, conta com o apoio das Sociedades de Física dos países da América Latina mais Espanha e Portugal, de Ministérios e Secretarias de Educação e de Agências de Fomento desses países.

Entre os objetivos principais da Olimpíada Ibero-americana de Física encontram-se:

(i) estimular o estudo da Física e o desenvolvimento de jovens talentos nesta área do conhecimento.
(ii) propiciar o intercâmbio de experiências na área de ensino e aprendizagem da Física e o aprofundamento da amizade entre os países participantes.
(iii) promover a realização de congressos e concursos científicos de acordo com as recomendações da UNESCO de 1999.

A OIbF possibilita o encontro de professores e estudantes de Física de diferentes realidades da América Latina, além de Espanha e Portugal, o que propicia, durante o evento, exposição, relatos e discussões sobre as dificuldades e facilidades no ensino/ aprendizagem de Física observados nos países participantes.