• AS INSCRIÇÕES FORAM PRORROGADAS ATÉ O DIA 20 DE NOVEMBRO DE 2017

  • SERÃO SELECIONADOS APENAS OS CANDIDATOS QUE SUBMETEREM O RESUMO DO SEU TRABALHO DE PÓS-GRADUAÇÃO OU INICIAÇÃO CIENTÍFICA.

 


29 de janeiro a 9 de fevereiro 2018, Instituto de Física da USP, São Paulo, SP


FNE1A Escola de verão experimental de Física Nuclear é um evento organizado pela SBF (Sociedade Brasileira de Física) que ocorre a cada dois anos desde 1984, e tem como objetivo propiciar a alunos de pós-graduação um contato com os aspectos mais recentes e excitantes da Física Nuclear Experimental que envolvem desde o planejamento de uma experiência até a sua execução e interpretação dos resultados. O Laboratório Aberto de Física Nuclear, que opera o acelerador Pelletron, sediou a primeira edição desse evento em 1984 e também várias outras edições (1992, 1998, 2004 e 2012) (vide sbfisica.org.br) tendo como atividade central o estudo de reações nucleares, estrutura nuclear e também, nas últimas duas edições, a produção de feixes radioativos com medidas de espalhamento de núcleos exóticos. 
Atualmente, o Laboratório Aberto de Física Nuclear conta com uma nova canalização que foi construída visando a utilização de várias técnicas de Física Nuclear Aplicada para o estudo de materiais e, principalmente, para o estudo dos efeitos da interação de íons pesados em dispositivos e sistemas eletrônicos. Essa nova canalização foi finalizada recentemente e tem sido utilizada por inúmeros grupos de pesquisa tanto do estado de São Paulo, como também de grupos de pesquisa de outros estados, para o estudo de circuitos eletrônicos complexos, através de falhas em circuitos integrados, provocadas pela interação com feixes de íons pesados, e também para o o estudo do desempenho de algorítmos de redundância e correção em circuitos digitais.
Nessa escola, daremos enfoque para a utilização de aceleradores de partículas para o estudo dos efeitos da radiação ionizante em sistemas eletrônicos. Nesta edição, serão realizados experimentos completos envolvendo a preparação do sistema experimental de medição, realização dos ensaios, análise de dados e interpretação dos resultados obtidos.

 Apoio 

 CNPQ

 

CAPES

 

fapesp

 

usp

 ICTP.jpg


logo fei