Ruído pode reforçar efeitos quânticos em vez de destruí-los

Destaque em Física, semana de 02 de março de 2017

destaque 02032017Uma das características mais conhecidas da manipulação dos estados quânticos de partículas, nas mais variadas aplicações, é que sua interação com o ambiente circundante tende a destruir os efeitos quânticos.

É isso, com efeito, que faz com que as estranhas propriedades não apareçam no mundo "clássico", ou seja, nas escalas e dimensões que podemos observar diretamente com nossos sentidos.

Por isso um novo trabalho feito com participação brasileira é tão surpreendente. Trata-se de uma análise que sugere que, em determinados arranjos experimentais, é possível que o chamado ruído quântico, em vez de destruir efeitos, possa de fato reforçá-los.

O artigo, publicado no "Physical Research Letters" em 2 de fevereiro, tem como autores Gu Zhang e Harold Baranger, da Universidade Duke, nos Estados Unidos, e Eduardo Novais, da Universidade Federal do ABC, em Santo André (SP).

"Aqui, apresentamos um contra-exemplo surpreendente à noção de que ruído ambiental necessariamente prejudica efeitos quânticos de muitos corpos: no sistema que estudamos, a adição de ruído quântico (de equilíbrio) estabiliza um estado crítico quântico de um líquido non-Fermi", escrevem os pesquisadores.

Para ler o artigo completo, clique aqui (só para assinantes) ou aqui (acesso livre).

Assessoria de comunicação da SBF

Salvador Nogueira
Tel: +55 11 99178-9661
E-mail:   Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Twitter: http://twitter.com/sbfisica
Facebook: http://www.facebook.com/sbfisica

PION

Portal SBF de
Divulgação da Física