SBPC envia carta à presidente Dilma contra cortes em educação e ciência

Acontece na SBF, semana de 23 de julho de 2015

Em carta enviada à presidente Dilma Rousseff, a SBPC apresenta pleito de continuidade do financiamento para ciência apesar dos cortes orçamentários devidos ao ajuste fiscal proposto pelo governo federal. O documento é amplo e representativo das sociedades científicas nacionais. O Conselho da SBF, reunido hoje (23/07/2015), manifestou sua preocupação com os referidos cortes e enviará oportunamente às autoridades constituídas um documento específico sobre os impactos no ensino e pesquisa em Física caso os cortes sejam mantidos.

"A SBPC reconhece a necessidade do ajuste fiscal para buscar o equilíbrio nas contas públicas. No entanto, não podemos aceitar cortes no orçamento da educação e da ciência, áreas estratégicas para o desenvolvimento de qualquer nação, em especial o Brasil, que apresenta graves deficiências na educação em todos os níveis, e uma ciência ainda em construção", diz na carta Helena Nader, presidente da SBPC. O documento foi aprovado pela assembleia geral da SBPC, realizada em São Carlos (SP), no dia 16 de julho.

A carta manifesta preocupação com os cortes anunciados pela CAPES, que terão impacto direto no custeio dos mais de cinco mil programas de pós-graduação espalhados por todo o território nacional. A SBF já havia se manifestado a respeito dessa decisão, que põe a perigo muitos dos avanços obtidos nos últimos anos.

A SBPC também expressa seu temor de que os cortes promovidos no âmbito do MCTI possam fragilizar o sistema nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. "Comprometer a continuidade do que conquistamos até agora, é comprometer gravemente o futuro da Nação", diz a carta.

Para ler a íntegra do documento, clique aqui.

PION

Portal SBF de
Divulgação da Física