Conselho da SBF decide por criação de instituto

Nova organização terá por objetivo permitir que a Sociedade se concentre puramente nas questões científicas, sem lidar com a carga administrativa de suas atividades.

Reunido na última segunda-feira (17), o Conselho da Sociedade Brasileira de Física autorizou a continuidade dos estudos para a criação de um novo instituto. O IBF (Instituto Brasileiro de Ciências Físicas) serviria para simplificar processos administrativos associados à organização de eventos e produção de publicações, que hoje sufocam a associação de físicos.

"A ideia é que ele permita que a Sociedade se concentre apenas nas questões eminentemente científicas, sem ter de se preocupar com o lado operacional de certas atividades", afirma Celso de Melo, presidente da SBF.

"Toda a carga de trabalho das inúmeras atividades que a SBF tem hoje fora de sua missão básica ficaria pro IBF, que seria uma associação sem fins lucrativos, mas com prerrogativas de explorar economicamente essas atividades", complementa Alberto Saa, secretário da SBF.

O modelo adotado é similar ao American Institute of Physics (www.aip.org), que faz esse mesmo papel para a American Physical Society, além de outras associações científicas nos Estados Unidos. O AIP basicamente presta serviço a elas, tipicamente trabalhos editoriais e de organização de eventos. "Acreditamos qeu esse também seja o nicho natural do IBF", diz Saa.

No caso brasileiro, já estão emparceiradas no futuro IBF a Sociedade Brasileira de Física e a Sociedade Astronômica Brasileira (SAB). “Acreditamos que este instituto será bastante útil para exercer atividades financeiras como, por exemplo, as necessárias à organização de reuniões, e para que possamos buscar ativamente outros financiamentos via doações e/ou renúncia fiscal de empresas privadas e públicas”, afirma Adriana Válio, presidente da SAB.

O Conselho da SBF decidiu pela criação de um comitê que planejará a implementação do novo instituto, num prazo de 12 meses. E, se o projeto der certo, a expectativa é que cresça. "Ele poderia perfeitamente acomodar outras sociedades científicas", afirma Celso de Melo.

A SBF promoverá oportunamente uma consulta pública ampla da comunidade sobre a melhor maneira de conduzir a iniciativa, que deve permitir um esforço mais concentrado da Sociedade nas questões de política científica e desenvolvimento da física brasileira, com uma exploração mais moderna e eficiente das demais atividades.

CONTATOS

Celso de Melo (UFPE)
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Alberto Saa (UNICAMP)
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Assessoria de comunicação da SBF
Salvador Nogueira
Tel: +55 11 99178-9661
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
Twitter: http://twitter.com/sbfisica
Facebook: http://www.facebook.com/sbfisica

PION

Portal SBF de
Divulgação da Física