Brasileiro é eleito presidente do Conselho do Auger

Ronald Shellard, vice-presidente da SBF, é escolhido num momento em que se discute a atualização do maior observatório de raios cósmicos do mundo

Auger_cosmic_ray_showerO Brasil voltou a ocupar a Presidência do Conselho da Colaboração do Observatório Pierre Auger. Na semana passada, Ronald Shellard, pesquisador do CBPF (Centro Brasileira de Pesquisas Físicas) e vice-presidente da SBF (Sociedade Brasileira de Física) foi eleito para um mandato de dois anos à frente do órgão máximo do consórcio, responsável pelas decisões administrativas e pela escolha do líder científico do projeto.

O Pierre Auger, fruto do apoio de 17 países participantes, é o maior observatório de raios cósmicos do mundo. Instalado em Mendoza, na Argentina, ele consiste em 1.600 detectores espalhados por uma área de 3000 km2, numa região plana ao lado dos Andes. Os instrumentos captam sinais provenientes de partículas vindas do espaço que colidem e se desintegram, revelando os intrincados detalhes de sua natureza.

Shellard assume a Presidência num momento em que há decisões importantes a serem tomadas sobre os rumos do observatório. Como o contrato firmado originalmente entre os países previa a manutenção da instalação até 2015, havia alguma insegurança sobre seu futuro além desse período. Mas a nova gestão está comprometida com a continuidade, a partir de um ambicioso plano de atualização do complexo e da instalação de novos detectores.

O custo do upgrade deve ser rateado entre todos os países participantes ao longo dos próximos três anos. E, com os novos sistemas, será possível o Auger explorar o mundo das partículas numa faixa de energia superior às atingidas pelo LHC, do CERN, o maior acelerador de partículas do mundo, e certamente irá complementar seus resultados. “Os argumentos científicos para o investimento são bem sólidos”, afirma Shellard.

Brasil em alta

A escolha do físico brasileiro para a Presidência do Conselho mostra a importância do país na colaboração internacional – um fato que vem desde a concepção inicial do projeto, em 1995. Para realçá-lo basta lembrar que o primeiro Presidente do Conselho, entre 1995 e 1997, foi Carlos Escobar, da Unicamp.

Shellard acredita que sua escolha para o posto tem muito a ver com a importância do Brasil e da comunidade científica nacional para o projeto e o apoio das agências de fomento. “Você pode ser um cara brilhante, mas se é de um país que não tem uma contribuição de muita relevância, dificilmente é eleito”, afirma.

Os países participantes do Auger são Brasil, Argentina, Austrália, República Tcheca, França, Alemanha, Bolívia, Itália, México, Holanda, Polônia, Portugal, Eslovênia, Espanha, Reino Unido, Estados Unidos e Vietnã.

CONTATOS
Ronald Shellard (CBPF)
Tel: +55 21 2141-7331
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Assessoria de comunicação da SBF
Salvador Nogueira
Tel: +55 11 9178-9661
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

 

PION

Portal SBF de
Divulgação da Física