Ministro pede mobilização de cientistas por recursos do pré-sal

Cerimônia de abertura do Encontro de Física 2011 contou com a presença de Alozio Mercadante (Ciência e Tecnologia) e comemorou os 45 anos da SBF.

DSC01723A presença do ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, marcou na noite deste domingo, em Foz do Iguaçu, o início do maior evento científico da história da Sociedade Brasileira de Física. Conduzido por Celso Pinto de Melo, presidente da SBF, o cerimonial de abertura marcou os 45 anos de fundação da entidade com uma homenagem aos cientistas que a presidiram e foi fechado com a apresentação de Mercadante.

O ministro aproveitou sua participação para defender o programa nuclear brasileiro e enfatizar sua natureza pacífica. “Quero dizer que a SBF não estará sozinha em assegurar, no Brasil, os compromissos que estão na Constituição e em todos os tratados internacionais já firmados, pois não permitiremos qualquer iniciativa que possa romper esse compromisso de paz e de não utilização da energia nuclear para fins que não sejam pacíficos”, disse.


Mercadante iniciou sua apresentação dizendo-se honrado de participar do encontro 45 anos depois da fundação da Sociedade Brasileira de Física, considerada por ele uma referência fundamental, e destacou a importância de aproveitarmos a oportunidade única que o país possui hoje de investimento no desenvolvimento dos recursos humanos e no conhecimento tecnológico e científico para alcançar o nível de desenvolvimento que almeja, numa referência à exploração dos recursos petrolíferos do pré-sal.

O ministro defendeu a participação dos presentes no debate dos royalties do pré-sal e de como eles devem ser aplicados. “O maior risco é o Brasil cometer o erro de virar uma economia parasitária, produtora de commodities. O petróleo é uma energia não renovável, que as gerações futuras não vão ter; estamos antecipando aquilo que nossos netos, ou talvez nossos filhos, não poderão usufruir. O que vamos deixar para o futuro de nosso país? Uma máquina pública que vai gastar esse dinheiro sem nenhum critério na próxima década ou vamos exigir que esses royalties sejam canalizados prioritariamente para educação, ciência e tecnologia e aproveitar a janela de oportunidades para criar a base de uma sociedade do conhecimento e um país capaz de liderar os setores que são portadores de futuro, que não é o de petróleo?”

DSC01734O Encontro de Física 2011 é um evento científico que, além das palestras, simpósios e mesas redondas, apresentará até sexta-feira um programa paralelo de atividades de divulgação científica para estudantes e professores de Ensino Médio de Foz do Iguaçu e da região trinacional, já que o encontro deste ano faz parte de uma agenda da SBF no sentido de buscar maior integração com as comunidades de Física de toda a América Latina.

As palestras plenárias serão proferidas por grandes nomes da Física mundial e, além de simpósios de temas específicos, tópicos como a infraestrutura científica, a formação pessoal e questões mais amplas do ensino da Física também serão abordados. Os eventos tradicionais da SBF na área de Plasma, Matéria Condensada, Partículas e Campos, Ensino de Física e Física Nuclear transcorrerão em paralelo durante todas as tardes.

Mais informações: http://www.sbfisica.org.br/~fisica2011

CONTATOS

Assessoria de comunicação da SBF
Salvador Nogueira
Tel: 0/xx/11 9178-9661
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

 

PION

Portal SBF de
Divulgação da Física