Evento leva professores de Física do Ensino Médio ao CERN

Escola de Física, organizada no Brasil pela SBF, recebe inscrições até o próximo dia 20 para estágio e curso de uma semana no Centro Europeu de Pesquisa Nuclear

2011Estão abertas as inscrições para participação na Escola de Física do CERN de 2011. Organizado pela Sociedade Brasileira de Física (SBF) com apoio do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), o evento leva professores de Física do Ensino Médio à famosa instituição europeia de física de partículas, lar do maior acelerador do mundo, o LHC (Large Hadron Collider).

Entretanto, caso haja interesse em participar, o professor precisa correr: o prazo para submeter a inscrição vai até o próximo dia 20 de junho. Para participar, basta visitar o website (www.sbfisica.org.br/ensino/EscoladeFisicaCERN) e preencher o formulário. O curso em si ocorrerá entre os dias 4 e 9 de setembro, na sede do CERN, na Suíça.



"É a terceira vez que estamos participando e notamos uma grande satisfação entre os professores que enviamos para lá", relata Nilson Marcos Dias Garcia, secretário para Assuntos de Ensino da SBF, destacando que os recursos para o projeto vêm da CAPES-Educação Básica e do Departamento de Popularização e Difusão da Ciência do Ministério da Ciência e Tecnologia. "Nossa meta para 2011 é levar 20 professores vindos das redes federal, estadual, municipal e particular de ensino."

O curso, estabelecido no CERN em 2007 para atender professores de escolas secundárias portuguesas, foi ampliado em 2009 para abranger também os de origem brasileira e africana. O evento é inteiramente realizado em português, como parte de um esforço educacional do centro europeu de promover o ensino de ciências e de física das partículas entre seus países-membros.

A perspectiva de um maior envolvimento do Brasil ficou ainda mais interessante com a possibilidade de o país se tornar membro-associado do CERN, iniciativa que no momento depende apenas da aprovação do Congresso Nacional. "É um elemento a mais para motivar o professor a aprender e, depois, transmitir a seus alunos como os estudos são feitos numa das instituições de pesquisa mais sofisticadas do mundo", diz Garcia.


Experiência marcante

Quem já participou teve a melhor das impressões. "Foi tudo muito denso, intenso. Um banho de ciência e tecnologia!", disse o professor Dulcídio Braz Jr., que ganhou a oportunidade depois de ter seu blog, Física na Veia! (http://fisicamoderna.blog.uol.com.br), selecionado como o melhor produzido em língua portuguesa num concurso internacional promovido pela rede alemã Deutsche Welle. Aproveitando a ocasião, ele fez um relato completo de como foi a semana no CERN no próprio blog, que é uma ótima referência.

A professora Maria da Glória Martini foi colega de Braz no curso de 2010 e concedeu uma marcante entrevista à revista Scientific American Brasil - Aula Aberta após retornar, em que resumiu a intensidade das atividades durante o evento. "Em meu dia a dia me sentia como o coelho de Alice, com a impressão de estar sempre atrasada."

A ideia é que a cada ano essas experiências possam se multiplicar, de forma a contagiar os alunos das escolas brasileiras com o entusiasmo que existe no desenvolvimento da ciência de ponta. Para isso, não há lugar melhor do que o CERN.


CONTATOS
Assessoria de comunicação da SBF
Salvador Nogueira
Tel: 0/xx/11 9178-9661
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Nilson Marcos Dias Garcia (UTFPR)
Tel: 0/xx/41 3310-4718
E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

 

PION

Portal SBF de
Divulgação da Física