Código de Conduta para Eventos da SBF (CCE)

É política da Sociedade Brasileira de Física (SBF) que todas as pessoas no evento, incluindo participantes, pessoas convidadas, equipes de vendas, equipe de apoio, pessoas tercerizadas, pessoas voluntárias e todas as demais partes interessadas nas reuniões SBF, sejam tratadas e também se comportem de maneira profissional, acolhedora, e livre de qualquer forma de discriminação, assédio moral, assédio sexual, importunação sexual, retaliação, violência física ou verbal. As pessoas participantes deverão tratar umas às outras com respeito e consideração para criar um ambiente acadêmico, inclusivo e profissional nas reuniões da SBF. A criação de um ambiente de apoio para permitir a discussão científica em eventos é responsabilidade de todas as pessoas  participantes.

As pessoas participantes evitarão quaisquer ações ou declarações inadequadas com base em características individuais como idade, raça, etnia, orientação sexual, identidade de gênero, expressão de gênero, estado civil, nacionalidade, filiação política, status de habilidade, histórico educacional ou qualquer outra característica protegida por lei. Comportamento perturbador ou de assédio de qualquer tipo não será tolerado. O assédio inclui, mas não se limita a, comportamento e linguagem inadequados ou intimidantes, piadas ou comentários indesejados, toques ou atenção indesejados, imagens ofensivas, fotografia sem permissão e perseguição.

Violações a este código de política de conduta devem ser relatadas à comissão de organização do evento. As sanções podem variar de advertência verbal à expulsão da reunião sem reembolso e, se necessário, notificação às autoridades apropriadas. Qualquer retaliação por reclamações de conduta inadequada não será tolerada. Se qualquer  participante observar comentários ou ações inadequadas e a intervenção pessoal lhe parecer apropriada e segura, essa pessoa deve levar em consideração todas as partes antes de intervir.

 

Sociedade Brasileira de Física