Espalhamento de luz em misturas binárias de gases

Há um interesse permanente na compreensão do espalhamento de luz em misturas gasosas, e um novo trabalho com participação brasileira demonstra avanços importantes.

O estudo envolveu a observação de um processo de espalhamento espontâneo de luz em misturas de gases nobres argônio e kriptônio – com a inclusão de hélio como um "átomo espectador", ou seja, sem que ele influenciasse significativamente a intensidade do espalhamento. Como gases nobres, esses átomos não formam moléculas, e por isso constituem a versão mais simples de um sistema de mistura gasosa.

Os resultados experimentais dos espectros de espalhamento foram obtidos pelo grupo de pesquisa do laboratório de laser do Departamento de Física da VU University, em Amsterdã, e então comparados a modelos teóricos desenvolvidos pelo grupo de pesquisa de Wilson Marques Jr., da UFPR (Universidade Federal do Paraná).

“A excelente concordância entre teoria e experimento revela a precisão dos resultados experimentais, bem como dá suporte ao modelo teórico obtido com base na equação de Boltzmann”, diz Marques Jr. "Além disso, confirma algumas características dos sistemas em estudo, como, por exemplo, a influência dos diferentes tempos de relaxação no caso de misturas binárias cujos  constituintes têm massas bem diferentes."

O trabalho foi publicado em 17 de junho na revista Physical Review Letters. Agora os pesquisadores ambicionam desenvolver um modelo cinético para gases moleculares, para  subsequente comparação com os resultados experimentais.

Para ler o artigo completo, clique aqui (só para assinantes) ou aqui(acesso livre).

 

Física ao Vivo

novembro fisica ao vivo

Destaque em Física

Sociedade Brasileira de Física