Nota da Assessoria de Assuntos Internacionais do MCT

Prezado Prof. Celso Melo,

Presidente da Sociedade Brasileira de Física (SBF),

A propósito da mensagem "Esclarecimento da Diretoria em relação a Nota da SBF sobre cooperação nuclear Brasil-Irã", de 8 de março, e autorizado pelo Ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, permita-me informar a todos os membros da SBF que, em nenhum momento, o Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT), a quem está afeita a condução da política nuclear brasileira, sequer cogitou de negociar com o Governo da República Islâmica do Irã qualquer projeto relacionado à área nuclear. O tema jamais foi tratado entre as partes. As notícias veiculadas a respeito têm se configurado em meras especulações. Não refletem a realidade dos fatos.

Nossa colaboração com o Irã, há bem pouco definida, deverá se desenvolver em importantes áreas de ciência, tecnologia e inovação, para fins exclusivamente pacíficos e, sempre que possível, em benefício de atividades produtivas. Basta ler o texto da emenda ao Memorando de Entendimento sobre Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação (de 23 de novembro de 2009), firmada no dia 7 de março pelo Ministro Sergio Rezende e pela Vice-Presidente para Ciência e Tecnologia do Irã (ver texto). O documento não deixa dúvidas sobre nossos objetivos comuns estritamente construtivos. Tomo a liberdade de lhe enviar, em anexo 
(ver texto), a íntegra da emenda e a notícia que a Assessoria de Comunicação Social do MCT divulgou sobre o evento. Elas constituem um testemunho valioso em qualquer discussão a respeito.

Cordialmente,

José Monserrat Filho
Chefe da Assessoria de Assuntos Internacionais
Ministério da Ciência e Tecnologia

 

Sociedade Brasileira de Física