Estudo investiga propriedades de memristores

destaque 28042016Destaque em Física, semana de 28 de Abril de 2016

Os elementos passivos de circuitos elétricos são os familiares resistores, capacitores e indutores. Em 1971, o engenheiro elétrico Leon Chua deduziu, usando argumentos de simetria, que deveria existir um quarto elemento passivo, que ele denominou memristor (junção compactada de memory resistor). Memristores são constituídos de materiais bastante intrigantes de tal maneira que não apresentam uma relação linear entre corrente e tensão. Isso significa, na prática, que sua resistência à passagem de eletricidade é variável. Mais importante ainda, é o fato de que estes estados de resistência não são voláteis, permitindo que memórias e outros dispositivos e circuitos sejam criados.

Um novo trabalho investigou especificamente como isso se dá em memristores de óxido de tântalo (TaO_x). Mediante variação da tensão aplicada e da concentração de oxigênio, esse composto exibe variação da resistência de um regime metálico para outro isolante ou semicondutor, representando uma realização física de um memristor.

Leia mais...

Capa do PRL se rende aos cristais líquidos

Destaque em Física, semana de 14 de Abril de 2016 

destaque 14042016Cristais líquidos exibem propriedades intrigantes, com comportamento fluido, a despeito de serem compostos por moléculas parcialmente ordenadas. Por estudos dos fenomenos de ordenamento em cristais líquidos,  P.G. DeGennes recebeu o prêmio Nobel em Física em 1991. Uma aplicação familiar desses materiais são as telas modernas de computador e de TV, do tipo LCD  (Liquid Crystal Display). Seus antecessores, os monitores tradicionais CRT (Cathodic Rays Tube), não deixaram saudades. 

Os chamados cristais líquidos esméticos são constituídos de moléculas alongadas, altamente anisotrópicas. Para minimizar a energia elas se alinham na direção do maior eixo e se organizam em camadas bidimensionais justapostas,  formando a estrutura tridimensional. Esta classe de cristais líquidos é uma das mais intrigantes, pois as camadas da fase agregada são marcadas por padrões ordenados de elipses e hipérboles. 

Leia mais...

Novo número da RBEF traz novidades

destaque 07042016Destaque em Física, semana de 07 de Abril de 2016

Já está na rede, no site do Scielo, o volume 38-1 da Revista Brasileira de Ensino de Física (RBEF), correspondente aos meses de janeiro a março de 2016.

Esse é o primeiro fascículo produzido sob a responsabilidade do portal de publicações acadêmicas Scielo e os artigos publicados cobrem amplo espectro de assuntos, como por exemplo a análise de “O Senhor dos Anéis” como uma rede social, unindo literatura, matemática e física.

Leia mais...

Bloqueio de cotas de bolsas da CAPES preocupa pesquisadores

Acontece na SBF, semana de 07 de Abril de 2016

Em ofício datado de 31/março/2016 e endereçado aos Coordenadores de Pós-Graduação participantes do Programa de Excelência Acadêmica - PROEX, a CAPES comunicou que as cotas de bolsas do programa não alocadas a estudantes no mês de março não poderão ser realocadas, ou seja, o ofício suspende o possível reaproveitamento de cotas PROEX para novos alunos.

Em resposta, o Fórum de Coordenadores de Pós-Graduação em Física e Astronomia enviou em 04/abril carta à Diretora de Programas e Bolsas no País, com cópia para o presidente da Capes, solicitando a revisão dessa suspensão. A medida pode ter sido precipitada, pois o ofício da CAPES informa que uma análise detalhada da utilização das bolsa PROEX só será realizada após a efetiva suspensão dos reaproveitamentos.

A SBF teme que medidas como essa, reduzindo o numero de bolsas na área de Física, venham a impedir a oferta de bolsas aos novos estudantes, inclusive os melhor qualificados para ingresso na PG.

Leia o ofício da CAPES e a carta do forum.

Amostragem de bósons pode demonstrar a supremacia quântica

Destaque em Física, semana de 31 de Março de 2016

destaque 31032016A tendência de duas ou mais partículas quânticas se agruparem no mesmo estado quântico é chamada bunching (agrupamento em inglês). Circuitos óticos vêm sendo construidos com número crescente de fótons que, como bósons indistinguíveis, apresentam o fenômeno de bunching. Estima-se que um circuito com cerca de 30 fótons possa servir de plataforma para realização de operações em um computador quântico com vantagens sobre o clássico, demonstrando a chamada supremacia quântica (ainda não confirmada na prática).

Leia mais...

Quantos Online

Temos 22 visitantes online


Edifício Sede

Caixa Postal  7545 
São Paulo - SP - Brasil
CEP 06298-970

Tel: 55-11-3034.0429
Fax: 55-11-3814.6293

PION

Portal SBF de
Divulgação da Física